A Medicina e a Educação caminham de mãos dadas no Hospital Santa Marta, em Taguatinga Sul. Na primeira quinzena do mês de fevereiro, o Instituto Santa Marta de Ensino e Pesquisa - ISMEP - realizou as formaturas de profissionais do Programa de Residência Médica, nas especialidades Clínica Médica e Radiologia. Para o médico Álan Breno Ferreira Rebelo, o HSM e o ISMEP fizeram com que ele realizasse um desejo que tinha desde o tempo de faculdade:

“Meu interesse em aprofundar o conhecimento na Clínica Médica é de longa data. Além de estudar melhor essa área, o Hospital Santa Marta e o ISMEP reforçam um diferencial fundamental para nós que trabalhamos com a saúde e a vida das pessoas: o conceito da assistência humanizada. A residência nos leva a aplicar os procedimentos técnicos em conformidade com a importância individual de cada paciente. É um olhar mais aprimorado do nosso ofício que precisa ser praticado no dia a dia e enobrece essa formação. Me sinto um profissional mais preparado e qualificado para os desafios que a Medicina coloca no nosso caminho diariamente”, declarou Álan.

O Coordenador da Comissão de Residência Médica do ISMEP, José Henrique Araújo, anestesiologista do HSM, afirma que, ao aliar as aulas teóricas com a prática supervisionada dentro da rotina de atividades do Hospital, essa qualifica o ensino, tornando os residentes aptos a desenvolverem atividades de baixa, média e alta complexidade:

“Houve um tempo em que a Residência Médica era restrita a Hospitais públicos. Hoje, observa-se que com a logística certa, coerente e criterioso supervisionamento, é possível aos residentes especializar-se também em hospitais privados, sem prejudicar o ritmo e a qualidade dos serviços oferecidos. Estudos demonstram que a Residência Médica praticada em estabelecimentos privados agrega valores e qualifica o serviço”, garante Araújo, que também é presidente da Sociedade de Anestesiologia do Distrito Federal, entidade que teve a nova diretoria empossada em janeiro de 2020.

A residência em Clínica Médica tem duração de 2 anos, enquanto Radiologia e Anestesiologia duram 3 anos. E foi nessa última especialidade que a médica Vanessa Pimentel Simeão se dedicou e, agora, afirma que é uma profissional mais completa e feliz.

 “É minha segunda especialização, e não tenho palavras para descrever o quanto esse período de aprendizado, proporcionado pelo Hospital Santa Marta e pelo ISMEP, me deu a certeza de ter decidido pela carreira que me tornou uma profissional e ser humano realizado e satisfeito. A interação com os pacientes é algo sublime, gera vínculo e respeito mútuo. A forma de se relacionar é cada vez menos impessoal, se tornando mais forte e confiável. Além disso, a estrutura do HSM é completa, com aparelhos modernos e tecnologia avançada, e os colegas são competentes, experientes e qualificados para compartilhar conhecimento sobre os desafios que a Medicina contemporânea coloca durante a jornada”, declarou Vanessa, que já possui especialização em Ginecologia.

Quem também se formou e não poupou elogios e gratidão ao Hospital Santa Marta e ao ISMEP foi a médica Raquel Rodrigues Borges. Agora técnica em Diagnóstico por Imagem, afirma que essa área pouco foi abordada no período do curso de Medicina, o que a levou a querer se especializar.

“A tecnologia avança todo dia com novidades que, na área médica, são utilizadas para diversas finalidades, sobretudo no diagnóstico precoce de doenças e otimização dos tratamentos. A influência da era digital no nosso trabalho é direta, por meio de exames e outras ferramentas que contribuem para garantir o melhor atendimento aos pacientes. O Hospital Santa Marta tem uma estrutura fantástica, conta com aparelhos de última geração, entre eles dois equipamentos para a ressonância, tomógrafo, além do staff altamente capacitado. A troca de experiências e a sintonia profissional são fantásticas, graças ao ambiente de vivência que é construído na proposta de metodologia de ensino da Residência Médica. Nosso desafio está em acompanhar todos esses acontecimentos novos no campo de trabalho, e confiar nessa forma diferenciada de formação profissional do HSM, que, com certeza, nos destaca no concorrido mercado que é a saúde de alta complexidade”, sintetizou Raquel Rodrigues.

E se o assunto é o investimento em profissionais qualificados na área médica, o coordenador da Comissão de Residência Médica - Coreme dá boas notícias aos recém-formados:

“No Hospital Santa Marta valorizamos os profissionais que se especializam conosco. A maioria passa a compor o nosso quadro, por já está adaptada à rotina de serviços da Instituição e, obviamente, pronta e confiante para exercer a sua função”, conclui José Henrique Araújo, que acrescentou que o ISMEP/HSM é a única Instituição privada, no DF, a ter sete Programas de Residência Médica, credenciados pelo Ministério da Educação.