Representantes do Ministério da Saúde garantiram, durante entrevista coletiva para a imprensa, em Brasília, nesta quinta-feira, 23, que não há detecção de nenhum caso suspeito do novo Coronavírus no Brasil. A doença respiratória, cujos sintomas são semelhantes aos de uma gripe, se tornou assunto mundial após causar pelo menos 17 mortes na China, e infectar mais de 500 em outros países, até o dia 22 de janeiro. 

Por aqui, o Governo Federal adota medidas de prevenção, como o comitê para preparar a rede pública de saúde para o recebimento de possíveis casos. Ações para garantir atendimento rápido e seguro também estão no planejamento do Hospital Santa Marta, em Taguatinga Sul. Vilany Felix, diretora assistencial do HSM, afirmou que a Instituição está atenta a essa demanda.

“Primeiro, é importante ressaltar que não há motivo para alarde ou pânico. Existe uma questão de âmbito mundial na área da saúde que é preocupante, por isso, vamos executar a melhor estratégia, se houver necessidade, focando na segurança do paciente e obedecendo o protocolo recomendado pelas autoridades de saúde”, destacou Vilany.

Infectologista do HSM, Fabíola Setúbal explica que o atendimento para esses pacientes vai seguir os procedimentos adotados em casos de pessoas com gripe H1N1.

"Como também pode evoluir para uma síndrome respiratória aguda e grave, o tratamento é mais criterioso, já que a disseminação ocorre com facilidade", explica a especialista.

A diretora assistencial Vilany Felix acrescentou que o HSM também pode tirar dúvidas de pacientes sobre o assunto por meio de seus canais de comunicação.

“A pessoa não precisa se desesperar se tiver uma febre, por exemplo. Nos colocamos à disposição para deixar os pacientes mais tranquilos e seguros”, concluiu Vilany Felix.

Definição de caso suspeito, de acordo com o Ministério da Saúde:

Critérios clínicos: febre e sintomas respiratórios (tosse e dificuldade para respirar).

Critérios epidemiológicos: nos últimos 14 dias antes do início dos sintomas, histórico de viagem a área com transmissão local; tenha tido contato próximo com caso suspeito; tenha tido contato próximo com caso confirmado em laboratório.

Coronavírus no mundo: além da China, há registros de casos nos Estados Unidos, Japão, Tailândia, Taiwan, Coreia do Sul, Vietnã, de Singapura e a Arábia Saudita.

Coronavírus no Brasil: cinco casos sob suspeita foram descartados pelo Ministério da Saúde. Os registros estavam sendo investigados em Minas Gerais, Distrito Federal, São Paulo, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Como se prevenir da gripe comum, segundo orientações do Ministério da Saúde:

• Evitar contato próximo a pessoas que apresentem sinais ou sintomas de gripe;

• Lavar as mãos frequentemente com água e sabão, ou álcool em gel;

• Evitar tocar a boca, nariz e olhos;

• Limpar e desinfetar superfícies que podem estar contaminadas, como mesa e corrimão;

• Manter hábitos saudáveis, como alimentação balanceada, ingestão de líquidos e atividade física;

• Se sentir os sintomas como febre, calafrio, dor de cabeça, tosse, dor de garganta, ou outros sintomas) procurar um serviço de saúde;

• Não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas;

• Manter os ambientes bem ventilados, com portas e janelas abertas.

• Se estiver com febre, evitar sair de casa; além de cobrir o nariz e a boca com lenço descartável ao tossir ou espirrar. Depois, jogar o lenço no lixo e lave as mãos.

 

Central de Atendimento do Hospital Santa Marta: (61) 3451-3000.

E-mail: marketing@hospitalsantamarta.com.br

Facebook e Instagram: @hospitalsantamartadf

 

Por Patrícia Fahlbusch